blackhat-seo-tools

Black Hat SEO: O Guia Completo

Aviso importante, eu não recomendo a aplicação de nenhuma técnica ensinada nesse artigo. Meu único objetivo é compartilhar meu conhecimento e experiência para que você não cometa nenhum erro durante um projeto de SEO.

Fala pessoal, não sei se vocês sabem mas meu primeiro serviço na área de Marketing Digital foi de analista de SEO. O ano era 2009, eu sabia apenas o básico sobre posicionamentos no Google, não tinha um conhecimento tão profundo no assunto.

Em um dos projetos que eu trabalhava, identifiquei algumas técnicas suspeitas no site da empresa, uma delas era a repetição de palavras-chave dentro do site.

Isso me fez pesquisar se aquelas técnicas estavam corretas, pois não pareciam “natural”. Após algumas horas de pesquisa, descobri que alguém aplicou diversas técnicas não recomendadas pelo Google dentro do site, provavelmente alguém da equipe.

Essas técnicas tinham apenas um único objetivo, manipular o algoritmo do Google para conquistar os primeiros resultados orgânicos da pesquisa, elas eram conhecidas como técnicas de Black Hat SEO.

Quando falamos em técnicas de SEO, você precisa entender que existem 3 categorias:

  • White Hat SEO
  • Grey Hat SEO
  • Black Hat SEO

Nesse post eu explico todas essas categorias, apenas para resumir, a White Hat SEO são técnicas permitidas pelo Google. Já a Grey são técnicas duvidosas e a Black são técnicas não recomendadas pela diretriz do próprio Google.

Hoje o algoritmo do Google sabe identificar facilmente a aplicação dessas técnicas de Black Hat SEO e muitas delas não surgem mais resultados. Quando identificadas, o site pode sofrer punições, vou explica-las ainda nessa matéria.

Bom, vamos agora para a prática, vou mostrar as principais técnicas de Black Hat SEO, mas lembre-se de nunca aplica-las, o objetivo dessa matéria é apenas compartilhar conhecimento.

Keyword Stuffing

Keyword stuffing é uma das técnicas de Black Hat SEO que tem como objetivo repetir várias vezes uma palavra-chave dentro da página com a ideia de “aumentar” a relevância da página para o robô do Google.

A densidade de palavra-chave dentro de um texto é um dos fatores de posicionamento do Google mas você nunca deve passar de 2% essa densidade no texto.

Textos escondidos (invisível)

Outra técnica que já foi muito usada é esconder textos dentro da página com a mesma ideia de aumentar a densidade de palavra-chave para subir nos ranks orgânicos do Google.

Essa técnica era aplicada de diversas formas:

  • Deixar a cor do texto com a mesma cor do fundo da página
  • Esconder os textos com CSS ou javascript
  • Posicionar imagens na frente dos textos com CSS
  • Colocar textos em meta tags apenas para o Google

Como podem ver, a criatividade era o limite para aplicar esse tipo de técnica. A grande “sacada” dessa técnica é que a aparência do site não mudava, apenas para o algoritmo do Google conseguia “ver” os textos.

Não preciso dizer que muitos sites sofreram punições pesadas e hoje em dia não é mais utilizado essa técnica.

Cloaking

Essa técnica tem o objetivo de criar páginas com duas versões, uma versão simples para o usuário e outra página “super otimizada” para o robô do Google.

Quando um visitante acessava o site, era mostrado uma versão simples do site, sem spam de palavras-chave. Quando um robô do Google visitava o site, era apresentado um site com uma versão spam de palavras-chave, com um único propósito de manipular o algoritmo.

Ilustração simples sobre cloaking black hat seo

Hoje o robô do Google consegue identificar muito fácil a aplicação dessa técnica, portanto nunca aplique isso, não caia nessa armadilha.

Doorway Pages

Essa técnica tem como objetivo criar várias páginas com palavras-chave específicas e direcionar para uma única página. Vou mostrar um exemplo prático:

Ilustração simples sobre Doorway Page SEO

No exemplo acima, eu criei 3 páginas com palavras-chave específicas e redireciono todas para uma única página de petshop.

Nesse caso a estratégia é atrair pessoas que procuram petshop + “algum lugar” e mostrar minha página “padrão” de petshop, mesmo não possuindo o conteúdo que a pessoa estiver buscando.

Sinceramente essa estratégia eu vejo 2 grandes problemas, o primeiro é tentar manipular o robô do Google. O outro é atrair pessoas com conteúdos que você não possui, isso só vai aumentar a sua taxa de rejeição.

Compra de links

Outra técnica de black hat muito usada nos dias de hoje é a compra de links. Hoje existem vários sites vendendo pacotes de links com “alta relevância” por apenas 9 dólares.

Não caia nessa furada, isso além de não ter resultado, é bem provável que seu site será punido no futuro. Ter links apontando para o seu site é um fator de ranqueamento do Google, mas precisa ser algo natural.

Rede de sites – PBN

Uma outra técnica polêmica é criar uma rede de sites para potencializar com links o seu site principal. Também é uma técnica muito usada nos dias de hoje, eu particularmente não gosto e não recomendo.

Como funciona as punições do Google?

Se o seu site sofreu alguma queda significativa de acessos orgânicos, pode ser algum problema técnico no seu site que bloqueou o robô do Google ou que você sofreu uma punição do algoritmo de pesquisa.

Confira abaixo as punições mais conhecidas devido ao uso de técnicas de black hat seo:

  • Perda de 30 posições no resultado de pesquisa orgânica
  • Perda de 50 posições no resultado de pesquisa orgânica
  • Perda de 950 posições no resultado de pesquisa orgânica
  • Desindexar a página
  • Desindexar o domínio (remove todas as páginas do site)

Bom pessoal, se ficou alguma dúvida deixe nos comentários, realmente não vale a pena aplicar essas técnicas. Verifique se o seu site não possui nenhuma dessas aplicadas, não caiam nessa armadilha. Abraços até mais!

COMPARTILHE ESSE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email
Empresas
Guilherme Rafael

Marketing Digital e a LGPD

Em 14 de agosto de 2018 foi sancionada a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), lei n°13.709/2018, pelo presidente Michel Temer. A LGPD

LER POST »